Dental Tribune Brazil

Mudança de paradigma na Odontologia: Dra. Pallavi Patil sobre a prática durante a pandemia

By Monique Mehler, Dental Tribune International
September 15, 2020

A essa altura, durante a pandemia de COVID-19, muitos consultórios odontológicos começaram a se adaptar à situação atual e retomaram seu trabalho diário. No entanto, há muitas questões em aberto em termos dessa mudança de paradigma que se relacionam a tópicos como controle de infecção, monitoramento de esterilização e atendimento de emergência. No IDEM 2020, a Dr. Pallavi Patil da Índia apresentou uma palestra on-line sobre a importância de escolher a proteção certa e sobre as transições gerais em Odontologia durante a pandemia. Em uma entrevista à Dental Tribune International, a Dra. Patil compartilhou sua opinião de especialista sobre o assunto.

Dra. Patil, os profissionais da Odontologia correm grande risco de exposição ao SARS-CoV-2, portanto, precisam de proteção adequada. Em sua apresentação, intitulada “Mudança de paradigma - prática odontológica na pandemia”, você abordou várias dicas e orientações. Você poderia nos contar um pouco mais sobre isso?
Neste tópico, abordei os protocolos e diretrizes essenciais de prevenção de infecções estabelecidas por órgãos governamentais globais como a Organização Mundial da Saúde e o Centro para Controle e Prevenção de Doenças. Isso inclui equipamentos de proteção individual, máscaras, respiradores, higiene das mãos e reprocessamento e monitoramento de dispositivos. O kit de ferramentas de orientação de volta ao trabalho, especialmente, oferece sugestões muito específicas sobre todos os aspectos de como iniciar uma prática novamente após esse hiato.

Quais são os controles de infecção, controles administrativos, controles ambientais e de instalação a serem estabelecidos antes, durante e depois do tratamento. A isso, também adicionei algumas alterações de protocolo no que diz respeito ao trabalho clínico odontológico de rotina, considerando os requisitos adicionais. O tópico gira em torno de quatro aspectos específicos: como diminuir a produção de aerossol, como diminuir a contaminação do produto, como reduzir a contaminação cruzada e como reduzir o tempo de procedimento em cadeira.

Qual foi o feedback que você recebeu de outros profissionais da área odontológica sobre a sua palestra?
O feedback unânime indicou que o tópico e a discussão relacionada eram necessários. Existem muitos webinars e artigos sobre precauções padrão e baseadas na transmissão. Mas o que fazer depois de colocar em prática todas as medidas de precaução? Como você inicia o tratamento? Quais são as mudanças no protocolo que você precisa fazer com o SARS-CoV-2 agora incorporado em nosso ambiente? Mudamos os procedimentos operacionais padrão de tratamento ou produtos ou sistemas de entrega?

Dra. Pallavi Patil (Imagem: Pallavi Patil)

Embora a maioria de nós tenha adiado os procedimentos eletivos para uma data posterior, ninguém sabe quando isso acontecerá. Apenas o tratamento empírico pode não ser suficiente às vezes. Precisamos saber quais são as mudanças exatas de que precisamos, a fim de garantir que seguimos os protocolos de prevenção de infecção por completo, mas sem comprometer o resultado final do tratamento. Queremos continuar a fazer um trabalho de qualidade, por isso temos de nos adaptar às novas regras do mesmo jogo que jogamos há muito tempo.

Você tem sido muito ativa conduzindo workshops presenciais e dando palestras em conferências e instituições. Como você experimentou dar palestras on-line para o IDEM 2020?
Fazer parte da conferência digital IDEM 2020 foi uma honra. Tenho ministrado ativamente e conduzido workshops em várias plataformas. A mudança digital é bastante recente. Na Índia, tenho feito isso ativamente há algum tempo. Mas esta é a primeira vez que faço parte de uma plataforma internacional tão grande. Minha sessão foi planejada com bastante antecedência e isso me deu tempo suficiente para me preparar. A logística de back-end foi conduzida sem problemas. A equipe era muito experiente e focada, e me fez sentir muito confortável. A coisa toda foi feita perfeitamente. Meus sinceros agradecimentos à equipe Koelnmesse e à equipe 3M de Cingapura por seu apoio incondicional.

Como a pandemia de SARS-CoV-2 afetou a indústria odontológica na Índia e seu trabalho diário?
Como acontece com todos os outros países, essa pandemia também abalou a indústria odontológica na Índia. Não importa em que parte do mundo você esteja, não há ninguém que não seja afetado por esta crise. A Índia é um país altamente povoado. De acordo com a gravidade da rápida disseminação do SARS-CoV-2, a Índia ficou totalmente confinada de meados de março a meados de julho. Muitos fatores desconhecidos estavam envolvidos, levando ao pânico e ao medo.

O governo da Índia foi muito rápido e eficiente no controle da situação e na implementação de tratamentos e medidas de precaução. Tem havido um grande alvoroço sobre os perigos do local de trabalho odontológico, e o susto criado por causa dos procedimentos geradores de aerossol tem afetado o ritmo geral dos pacientes.

Recentemente, voltamos à nossa prática clínica de rotina com grande cautela. Ainda estamos adiando procedimentos eletivos, mas a maior parte do trabalho de rotina já começou. A Associação Dentária Indiana e o Consulado Dentária da Índia agiram rapidamente e assumiram o controle da situação e implementaram regras e diretrizes. O protocolo de prevenção de infecção agora é seguido rigorosamente e os dentistas estão se adaptando ao novo padrão. A indústria odontológica na Índia está lenta, mas constantemente, se recuperando.

Você acha que a pandemia de SARS-CoV-2 terá um impacto de longo prazo na Odontologia e na forma como os profissionais dessa área trabalham?
Acredito firmemente que sim, mas não necessariamente apenas de uma maneira ruim. Claro, financeiramente foi um desastre enorme, mas, felizmente, esse é um resultado de curto prazo. No entanto, acho que cada situação - boa ou ruim - pode mudar você. Agora vejo que aumentou a conscientização sobre a prevenção de infecções tanto em profissionais médicos quanto em pacientes. Isso é um bem coletivo. Os dentistas hoje estão pensando em maneiras mais novas e melhores de trabalhar. Todos estão pensando em como implementar as medidas de precaução necessárias e mudar ou modificar os procedimentos de tratamento sem comprometer a qualidade e os resultados. Claro, não sairemos desta situação ilesos - quanto mais cedo entendermos e nos adaptarmos a isso, mais rápido estaremos no topo do nosso jogo novamente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Latest Issues
E-paper

DT Brazil No. 3, 2015

Open PDF Open E-paper All E-papers

© 2020 - All rights reserved - Dental Tribune International