Nova pesquisa pode revolucionar tratamento de canal

Search Dental Tribune

Nova pesquisa pode revolucionar tratamento de canal

E-Newsletter

The latest news in dentistry free of charge.

  • This field is for validation purposes and should be left unchanged.
Substituir a polpa doente do dente com vasos sanguíneos pré-fabricados, ao invés de biomateriais sintéticos, pode resultar a longo prazo em tratamento de canal melhor. (Foto: Kristyna Wentz-Graff/OHSU)
Dental Tribune International

By Dental Tribune International

ter. 4 julho 2017

save

PORTLAND, Ore., EUA: Pesquisadores da Universidade de Ciência e Saúde Oregon (OHSU- sigla em inglês) desenvolveram um processo revolucionário que constrói vasos sanguíneos novos nos dentes usando construção de tecido dentário pré-vascularizado. Com essa técnica, eles antecipam tratamento mais eficaz e resultados duradouros no tratamento de canal.

De acordo com a Associação Americana de Endodontia, mais de 15 milhões de terapias de canal são conduzidas anualmente nos EUA. Enquanto o tratamento é efetivo ao salvar um dente com polpa infectada, inflamada ou necrótica, o procedimento atual pode tornar o dente frágil e suscetível à fratura com o tempo.

“Este processo elimina o suprimento de sangue e nervo do dente, tornando-o inerte e anulando qualquer resposta biológica ou mecanismo de defesa. Sem essa funcionalidade, o dente adulto pode ser perdido mais cedo, o que pode resultar em maiores problemas, como a necessidade de dentaduras ou implantes dentários”, explicou o principal investigador e professor assistente Dr. Luiz E. Bertassoni, da Faculdade de Odontologia da OHSU.

Para resolver esse problema, Bertassoni e sua equipe de pesquisa usaram um processo inspirado em impressão 3-D para criar vasos sanguíneos no laboratório. A nova técnica envolve posicionar um molde de fibra feito de moléculas de açúcar no canal e injetar um material parecido com gel (similar à proteínas encontradas no corpo) preenchido com células da polpa dentária.

“Este resultado prova que a fabricação de vasos sanguíneos artificiais pode ser uma estratégia efetiva para regenerar completamente as funções do dente”, disse Bertassoni. “Nós acreditamos que esta descoberta pode mudar o modo de como os tratamentos de canais serão feitos no futuro”.

O estudo, intitulado A novel strategy to engineer pre-vascularized full-length dental pulp-like tissue constructs, foi publicado on-line em 12 de junho na revista Scientific Reports. Foi financiado pelo instituto “National Institute of Dental and Craniofacial Research of the National Institutes of Health” e pela fundação “OHSU Medical Research Foundation”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

advertisement
advertisement