Nova pesquisa mostra que produtos para dentição podem ter efeitos colaterais

Search Dental Tribune

Nova pesquisa mostra que produtos para dentição podem ter efeitos colaterais

E-Newsletter

The latest news in dentistry free of charge.

  • This field is for validation purposes and should be left unchanged.
Um novo estudo descobriu que todos os seis géis de dentição licenciados para venda comercial no Reino Unido contêm lidocaína em uma solução a 1% ou menos. (Foto: GTbov / Shutterstock)

qua. 9 outubro 2019

save

LONDRES, Reino Unido: Embora a dentição seja uma experiência difícil para os pais e seus bebês, um processo criterioso de tomada de decisão deve ser empregado ao selecionar um produto para aliviá-lo. Esta, pelo menos, é a conclusão alcançada em um estudo recente sobre produtos de dentição no Reino Unido.

A pesquisa examinou todos os 14 produtos de dentição atualmente licenciados para venda comercial no Reino Unido pela Medicines and Healthcare Products Regulatory Agency- MHRA (Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde). Os resultados revelaram que dois produtos continham sacarose, o que poderia causar a deterioração dos dentes decíduos, pois esses produtos são aplicados diretamente nos dentes. Verificou-se que seis produtos continham álcool, que possui vários efeitos colaterais, incluindo o desenvolvimento motor prejudicado.

Verificou-se que todos os seis géis de dentição licenciados pela MHRA contêm lidocaína em uma solução a 1% ou menos. Em 2014, a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA constatou que a presença de lidocaína viscosa em uma solução a 2% havia sido associada a 22 reações adversas, incluindo seis mortes.

Em resposta à pesquisa, a Associação Dentária Britânica(BDA- sigla em inglês) instou os pais a estarem cientes de quais produtos de dentição podem ser potencialmente prejudiciais para seus filhos.

"Os pais que compram pós de dentição para salvar bebês de angústia nem sempre percebem que estão oferecendo açúcar, álcool ou lidocaína aos filhos", disse o presidente do Comitê Executivo Principal do BDA, Dr. Mick Armstrong.

“A compra de um produto licenciado deve oferecer confiança de que você está fazendo uma escolha segura. A realidade é que os consumidores estão navegando em um campo minado de ingredientes potencialmente perigosos. Precisamos ver mudanças reais na maneira como esses produtos são licenciados e comercializados, além de orientações claras para que os pais entendam os riscos. Se o seu filho está sofrendo, basta um anel de dentição mantido fresco na geladeira - acrescentou Armstrong.

O estudo, intitulado "Os produtos de dentição podem ser prejudiciais à saúde", foi publicado em 27 de setembro de 2019 no British Dental Journal.

advertisement
advertisement