DT News - Brazil - Doença periodontal pode ser o fator chave da artrite reumatóide

Search Dental Tribune

Doença periodontal pode ser o fator chave da artrite reumatóide

Um estudo britânico apresentado no Congresso Europeu Anual de Reumatologia em junho achou que a doença periodontal pode iniciar a artrite reumatóide. (Foto: BLACKDAY/Shutterstock)

qua. 11 julho 2018

guardar

AMSTERDAM, Holanda: Nos anos recentes, o aumento de atenção tem sido dado aos aspectos de saúde oral em pacientes com artrite reumatóide (AR), especialmente relatados a associações com doenças periodontais. Os resultados de um estudo conduzido na Universidade de Leeds no Reino Unido, e recentemente apresentado no Congresso Europeu Anual de Reumatologia (EULAR 2018- sigla em inglês) em Amsterdam, demonstrou aumento de níveis de doença periodontal e doença causando bactéria em indivíduos com risco de AR.

O estudo achou que a prevalência de doença periodontal aumentou em pacientes com AR e pode ser o fator chave da relação da AR com a autoimunidade. Isso porque a autoimunidade na AR é caracterizada por um anticorpo que responde a proteínas citrulinadas nas quais o aminoácido arginina foi convertido no aminoácido citrulina, alterando a estrutura das proteínas. A bactéria oral Porphyromonas gingivalis é o único patógeno humano conhecido por expressar uma enzima que pode gerar proteínas citrulinadas.

O estudo inclui 48 indivíduos de risco (teste positivo para anticorpos de proteína anticitrulinada), 26 pacientes com AR e 32 controles saudáveis. Os três grupos foram balanceados de acordo com idade, sexo e fumantes.

“Foi mostrado que os anticorpos associados a AR, como os anticorpos de proteínas anti citrulinadas, estavam bem presentes antes de qualquer evidência de doença articular. Isso sugere que eles se originam em um lugar fora das articulações,” disse o autor do estudo Dr. Kulveer Mankia, pesquisador clínico no Instituto de Medicina Reumática e Músculo Esquelético da universidade. “Nosso estudo é o primeiro a descrever doença periodontal clínica e a abundância relativa de bactéria periodontal nos indivíduos de risco. Nossos resultados suportam a hipótese de que inflamação  local nas paredes da mucosa, como a gengiva nesse caso, pode prover o gatilho primário para a autoimunidade sistêmica vista na AR.”

“Nós saudamos estes dados na apresentação de conceitos que podem aumentar a compreensão clínica dos principais iniciadores da artrite reumatóide,” disse o Prof. Robert Landewé, diretor do Comitê de Programa Científico EULAR 2018. “Esse é um degrau essencial em direção à última meta da prevenção da doença.”

O resumo do estudo se intitula “Uma prevalência aumentada da doença periodontal, Porphyromonas gingivalis e Aggregatibacter actinomycetemcomitans em indivíduos positivos antiCCP com risco de artrite inflamatória”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

advertisement
advertisement