DT News - Brazil - O consumo de vitamina D pode conter a progressão da doença periodontal

Search Dental Tribune

O consumo de vitamina D pode conter a progressão da doença periodontal

A vitamina D é produzida endogenamente nas camadas epidérmicas da pele como resultado da radiação UVB. Entretanto, alguns indivíduos precisam de vitamina D adicional através da dieta alimentar ou fontes suplementares. (Foto: Bambuh/Shutterstock)
Dental Tribune International

Dental Tribune International

qua. 17 julho 2013

guardar

BOSTON, Mass., EUA: A vitamina D tornou-se uma questão controversa na nutrição, pois estudos estudos que ela tem potenciais benéficos para a saúde física e bucal. Atualmente, uma nova pesquisa dos EUA sugeriu que o mediador anti-inflamatório está associado à saúde periodontal, especialmente em homens mais velhos.

O estudo incluiu 562 participantes masculinos no Estudo Longitudinal Dental do Departamento de Assuntos dos Veteranos de Guerra (média de idade de 62.9 anos) que foram examinados de uma a quatro vezes entre 1986 e 1998. Com o objetivo de determinar a relação entre o consumo total de vitamina D e a saúde periodontal, um examinador calibrado mediu a bolsa periodontal e a perda de fixação ao redor de cada dente. Em adição, a perda do osso alveolar foi mostrada em radiografias.

Os pesquisadores observaram que o consumo total de vitamina D (≥ 800 IU) foi associado ao baixo risco de doença periodontal severa e moderada, e da perda do osso alveolar. Eles concluíram que a vitamina D pode ajudar a proteger contra a agressão da doença periodontal.

A vitamina D foi previamente relacionada a vários fatores de risco cardiovascular, incluindo hipertensão, lípidos anormais e obesidade. Sua participação na prevenção de doenças dos ossos, como a osteoporose, está bem documentada. Além disso, estudos recentes sugeriram que o aumento do consumo de vitamina D pode reduzir o risco de cáries, diversos cânceres e diabetes.

O presente estudo foi conduzido na Escola de Odontologia Henry M. Goldman da Universidade de Boston. Foi publicado on-line no Journal of Dental Research em 20 de junho antes da versão impressa.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

advertisement
advertisement