Dental Tribune Brazil

Cientistas descobrem gene que melhora a regeneração de tecidos na cicatrização de dentes

By Dental Tribune International
September 30, 2019

PLYMOUTH, Reino Unido: A utilidade das células tronco na regeneração de tecidos dentários e de outros tecidos corporais foi estabelecida por numerosos estudos, embora seu potencial em um ambiente clínico ainda não tenha sido comprovado. Uma equipe internacional de pesquisadores descobriu um gene específico que aumenta a ativação de células tronco e a regeneração de tecidos durante a cicatrização dos dentes, potencialmente oferecendo uma nova abordagem ao reparo dentário.

O estudo foi liderado pelo Dr. Bing Hu, da Peninsula Dental School da Universidade de Plymouth. Ele trabalhou em colaboração com pesquisadores de universidades da China, Dinamarca, Alemanha, Arábia Saudita, Cingapura, Suíça, Reino Unido e EUA. Os pesquisadores são os primeiros a mostrar que o gene delta-like 1 homólogo (DLK1) é vital para a ativação e regeneração de células tronco mesenquimais - aquelas que compõem o tecido esquelético como músculo e osso, além da dentina dentária.

Os pesquisadores também foram capazes de provar que o gene DLK1 pode melhorar a ativação de células tronco e a regeneração de tecidos em um modelo de cicatrização de feridas dentárias. Isso poderia fornecer a base para um novo método de reparo dentário, embora estudos adicionais precisem ser conduzidos para verificar a validade dos resultados para aplicação clínica.

"As células tronco são tão importantes, pois, no futuro, elas poderiam ser usadas pelos laboratórios para regenerar tecidos danificados ou perdidos devido a doenças - por isso é vital entender como elas funcionam", disse Hu em comunicado à imprensa apontando o estude. "Ao descobrir as novas células tronco que formam o corpo principal de um dente e estabelecer seu uso vital de DLK1 na regeneração do tecido, tomamos medidas importantes para entender a regeneração de células tronco".

“O trabalho ocorreu em modelos de laboratório nesta fase, e é necessário fazer mais trabalho antes que possamos trazê-los para o uso humano. Mas é realmente um grande avanço na medicina regenerativa que pode ter implicações enormes para os pacientes no futuro”, acrescentou.

"Estamos muito animados com os recentes avanços no grupo do Dr. Bing Hu", comentou o professor Christopher Tredwin, Head da Peninsula Dental School e co-autor do artigo.

“Este novo trabalho, juntamente com um recente artigo de alto impacto publicado no EMBO Journal , que é sobre outro tipo de célula tronco no dente – células tronco epiteliais - coloca Plymouth na frente das pesquisas de células tronco craniofaciais e dentais e medicina regenerativa no mundo. Esperamos que esses pesquisadores em breve ofereçam aos pacientes odontológicos melhores soluções econômicas e de tempo para problemas dentários graves - de trauma a cárie”, disse Tredwin .

O estudo, intitulado "As células amplificadoras de trânsito coordenam a ativação das células tronco mesenquimais dos incisivos de camundongos ", foi publicado em 9 de agosto de 2019 na Nature Communications.

Comments are closed here.

Latest Issues
E-paper

DT Brazil No. 3, 2015

Open PDF Open E-paper All E-papers

© 2019 - All rights reserved - Dental Tribune International