DT News - Brazil - Células-tronco da gengiva podem ser utilizadas na regeneração de tecido

Search Dental Tribune

Células-tronco da gengiva podem ser utilizadas na regeneração de tecido

Células-tronco encontradas no tecido bucal podem tornar-se outros tipos de células e aliviarem doenças inflamatórias. (Foto:Ocskay Bence/Shutterstock)
Dental Tribune International

Dental Tribune International

qua. 28 agosto 2013

guardar

LOS ANGELES, Calif., EUA: Recentemente, pesquisadores identificaram células-tronco mesenquimais que possuem a capacidade de tornar-se qualquer tipo de célula totalmente desenvolvida, na gengiva. Até o momento, as habilidades dessas células-troncos não foram compreendidas pelos pesquisadores. Entretanto, o novo estudo descobriu que elas podem ter um papel importante no sistema imune da gengiva e cicatrização de feridas.

Em particular, o estudo descobriu que há dois tipos de células-tronco da gengiva. Cerca de 10% surgem da camada mesodérmica durante o desenvolvimento embrionário e aproximadamente 90% são derivadas de células da crista neural, que apresentam uma elevada capacidade em diferenciar células neurais e condrócitos, assim como ajustar células responsáveis pela imunidade. Em adição, testes em ratos demonstraram que essas células tiveram um efeito cicatrizante maior em doenças inflamatórias do que suas congêneres.

Como o dente e o tecido ao seu redor são fontes ricas em células-tronco, a gengiva, um tecido de fácil acesso, é uma fonte atrativa de células-tronco que pode ser usada nos campos da medicina regenerativa e na construção de tecido para a reconstrução de tecido humano danificado, músculos ou órgãos, concluíram os pesquisadores.

A fim de aprender mais sobre as possíveis implicações médicas das descobertas, os pesquisadores conduzirão mais trabalhos na análise de detalhes das células-tronco da gengiva, especialmente suas notáveis propriedades reguladoras do sistema imunológico, disse Xingtian Xu, autor e técnico especializado em laboratório na Escola de Odontologia Ostrow da Universidade do Sul da Califórnia, onde o estudo foi conduzido.

O estudo, intitulado “Gengiva contém Crista Neural e Mesoderme derivada de Células-tronco Mesequimais” (Gingivae Contain Neural-crest- and Mesoderm-derived Mesenchymal Stem Cells), foi publicado on-line em 18 de julho no Journal of Dental Research antes da versão impressa.

To post a reply please login or register
advertisement
advertisement