Células-tronco de dentes decíduos podem ajudar a reparar dentes adultos, diz estudo

Search Dental Tribune

Células-tronco de dentes decíduos podem ajudar a reparar dentes adultos, diz estudo

E-Newsletter

The latest news in dentistry free of charge.

  • This field is for validation purposes and should be left unchanged.
Com base em dez anos de pesquisa, os cientistas acreditam que podem ter encontrado uma maneira de usar células-tronco de dentes decíduos para reparar dentes adultos danificados. (Foto: Elena Pavlovich / Shutterstock)

seg. 12 novembro 2018

save

FILADÉLFIA, EUA: A pesquisa com células tronco tem sido fundamental para muitos desenvolvimentos na medicina. Em um novo estudo, cientistas investigaram se células-tronco de dentes decíduos podem ajudar no recrudescimento de dentes adultos danificados. Os resultados promissores do estudo destacam o potencial da abordagem, que poderia um dia ser aplicada em uma ampla gama de procedimentos odontológicos ou mesmo no tratamento de certas doenças sistêmicas.

A pesquisa foi conduzida pelo Dr. Songtao Shi, Presidente e Professor do Departamento de Anatomia e Biologia Celular da Universidade da Pensilvânia, e Drs. Yan Jin , Kun Xuan e Bei Li da Quarta Universidade Médica Militar em Xi'an, China. “Este tratamento dá aos pacientes a sensação de volta aos dentes. Se você lhes der uma estimulação quente ou fria, eles podem sentir isso; eles têm dentes vivos novamente ”, explicou Shi. "Até agora temos dados de acompanhamento para dois, dois anos e meio, até três anos e mostraram que é uma terapia segura e eficaz", continuou ele.

Nos últimos dez anos, Shi e seus colegas aprenderam mais sobre as células-tronco da polpa decídua humana (hDPSC- human deciduous pulp stem cells) e como elas poderiam ser empregadas com segurança para regenerar a polpa. O estudo envolveu 40 crianças com dentição mista que tiveram cada uma delas um dos seus incisivos permanentes ferido. Trinta das crianças foram designadas para tratamento com hDPSC , que envolve a extração de tecido de um dente primário saudável e a reprodução das células tronco da polpa em uma cultura de laboratório. A partir daí, as células foram implantadas no dente lesionado. Os dez pacientes restantes receberam tratamento de apecificação controlado.

Os pesquisadores descobriram que os pacientes que receberam tratamento com hDPSC apresentaram mais sinais do que o grupo controle de desenvolvimento saudável de raízes e dentina mais espessa, bem como um aumento no fluxo sanguíneo. Além disso, os pesquisadores puderam examinar diretamente o tecido de um dente tratado quando um dos pacientes o lesionou novamente e teve que ser extraído. Eles descobriram que as células-tronco implantadas regeneraram diferentes componentes da polpa dentária, incluindo as células que produzem dentina, tecido conjuntivo e vasos sanguíneos.

Apesar dos resultados bem sucedidos, os pesquisadores reconhecem que estes são apenas os primeiros passos. Embora o uso de células tronco de um paciente reduza a possibilidade de rejeição imunológica, isso não é possível em pacientes adultos que perderam todos os seus dentes decíduos. Shi e seus colegas estão começando a testar o uso de células tronco alogênicas para regenerar tecidos dentais em adultos. Eles também esperam garantir a aprovação da Food and Drug Administration para realizar testes clínicos usando hDPSCs nos EUA.

"Estamos realmente ansiosos para ver o que podemos fazer na área odontológica e, em seguida, construir sobre isso para abrir canais para a terapia da doença sistêmica", disse Shi.

O estudo, intitulado "Células tronco dentárias decíduas autólogas regeneram a polpa dental após a implantação em dentes lesionados", foi publicado na revista Science Translational Medicine em 22 de agosto de 2018.

advertisement
advertisement