Dental Tribune Brazil

Satisfação no trabalho: os dentistas têm uma alta classificação em novo estudo

By Brendan Day, Dental Tribune International
November 16, 2021

JEONJU, Coreia do Sul: Embora a odontologia geralmente seja uma profissão bem paga, fatores estressantes como pressão financeira e um alto nível de responsabilidade podem torná-la uma escolha de carreira desafiadora. Em uma nova revisão sistemática e meta-análise, os pesquisadores procuraram medir o nível de satisfação que os dentistas obtêm com seu trabalho. Suas descobertas indicam, entre outras coisas, que os especialistas em Odontologia podem ter maior satisfação no trabalho do que os dentistas gerais.

A revisão foi conduzida por pesquisadores da Universidade Nacional Jeonbuk na Coréia do Sul e da Hue University no Vietnã. Um total de nove estudos publicados entre 1990 e 2017 foram incluídos em sua meta-análise e investigaram as atitudes de dentistas dos Estados Unidos, Canadá, China, Coréia do Sul, Lituânia e Egito. Oito dos estudos empregaram uma versão modificada doDentist Satisfaction Survey (DSSsigla em ingles), um instrumento de medida desenvolvido por Shugars et al. em 1990, que desde então foi amplamente adotado para esse fim.

Em sua meta-análise dos resultados, os pesquisadores descobriram que 76,6% dos dentistas estavam satisfeitos com sua escolha de carreira. Os estudos que mediram a satisfação no trabalho entre dentistas gerais e especialistas, incluindo ortodontistas e odontopediatras, descobriram que esses especialistas geralmente tinham um nível mais alto de satisfação no trabalho. No geral, seis fatores foram identificados como associados a uma maior satisfação no trabalho: relacionamento com o paciente, respeito, prestação de cuidados, equipe, relações profissionais e ambiente profissional.

Em sua discussão, os autores observaram que a maioria dos estudos que analisaram foi conduzida em países de alta renda, limitando assim sua compreensão dos níveis de satisfação no trabalho entre dentistas em países de renda média e baixa. Além disso, fatores como idade, sexo e serviços odontológicos públicos versus privados não foram analisados.

“Mais estudos devem ser realizados em países de renda média e baixa usando DSS, incluindo avaliação de estresse”, escreveram os autores em sua conclusão.

O estudo, intitulado “Dentist job satisfaction: A systematic review and meta-analysis”, foi publicado na edição de outubro de 2021 do International Dental Journal.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

© 2021 - All rights reserved - Dental Tribune International