Quatro em cinco crianças não foram ao dentista do NHS no ano passado

Search Dental Tribune

Quatro em cinco crianças não foram ao dentista do NHS no ano passado

E-Newsletter

The latest news in dentistry free of charge.

  • This field is for validation purposes and should be left unchanged.
Dentistas pedem ação, pois muitas crianças perdem tratamento odontológico preventivo. (Foto: Satyrenko/Shutterstock)
Dental Tribune International

By Dental Tribune International

ter. 11 julho 2017

save

LONDRES, Reino Unido: Um novo estudo da Faculty of Dental Surgery- FDS (Faculdade de Cirurgia Oral) da Royal College of Surgeons descobriu que 80 por cento das crianças em idade de 1 e 2 anos não foram a um dentista do NHS- National Health Service (Serviço Nacional de Saúde) no período de um ano precedente a 31 de março de 2017. O estudo concluiu que isso se deve ao fato dos pais não estarem cientes de que seus filhos precisam de check-ups assim que os dentes primários começam a aparecer.

Em adição à desinformação sobre quando a monitoração da saúde bucal deve começar, muitos pais e cuidadores não sabem que consultas odontológicas preventivas são gratuitas no NHS. Durante 2015/2016, houve 9.220 casos de extração de dente nos hospitais em crianças com idade de 1 a 4 anos. Muitos desses casos podem ser atribuídos às cáries, que tem 90 por cento de prevalência e permanece sendo o motivo mais comum de ida aos hospitais das crianças britânicas, de acordo com a FDS.

“Em uma nação que oferece tratamento dental gratuito para cidadãos com idade inferior aos 18 anos, não deveria ter desculpa para estas estatísticas. Nós sabemos dos pais com quem conversamos que há uma confusão generalizada, mesmo nas instruções que receberam de funcionários do NHS, sobre quando uma criança deveria ir ao dentista pela primeira vez. Toda criança tem que ter acesso fácil e gratuito ao dentista desde que o seu primeiro dente aparecer na boca”, disse o Prof. Nigel Hunt, reitor da FDS. “Quanto mais cedo uma criança for ao dentista, mais cedo quaisquer problemas em potencial podem ser detectados e, portanto, mais fácil de prevenir que crianças passem pelo trauma de ter seus dentes removidos sob anestesia geral. Prevenção é sempre a melhor cura”.

Hunt continuou a explicar que check-ups regulares em idade iniciais ajudam as crianças a tornarem-se familiares com o ambiente odontológico. Deste modo, a experiência traumática e estressante que pode perdurar por toda a vida, evitando que a criança esteja engajada em procedimentos dentários, pode ser evitada.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

advertisement
advertisement