Dental Tribune Brazil

Estudo mostra níveis preocupantes de agressão do paciente odontológico

By Dental Tribune International
December 21, 2020

NOVA YORK, EUA: Quando se trata de lidar com problemas comportamentais entre pacientes odontológicos, o obstáculo mais comum que os médicos procuram superar é a ansiedade do paciente. Um novo estudo realizado nos EUA, no entanto, sugeriu que os níveis de agressão do paciente em relação aos dentistas podem ser um problema maior do que se pensava anteriormente, sinalizando um acréscimo à miríade de problemas que os profissionais de Odontologia enfrentam ao fornecer tratamento durante a pandemia de COVID-19.

O estudo foi conduzido por uma equipe de pesquisadores da Faculdade de Odontlogia da Universidade New York (NYU Dentistry) e é o primeiro estudo a medir os níveis de agressão do paciente odontológico nos Estados Unidos, cada um dos quais completou um questionário online confidencial sobre se eles experimentaram ou não alguma de uma lista de 21 formas específicas de comportamento agressivo de seus pacientes. Incluídos nessa lista estavam os tipos de abuso físico, como empurrar e chutar; abuso verbal, como palavrões; e formas de abuso e agressão à reputação, como ameaças de processos judiciais e comentários prejudiciais nas redes sociais.

As pesquisas - realizadas antes da pandemia - mostraram que 55% dos dentistas relataram ter sofrido agressão verbal de pacientes no ano passado. Dos entrevistados, 44% foram vítimas de agressão à reputação de seus pacientes, enquanto 22% foram vítimas de alguma forma de agressão física. De acordo com a equipe de pesquisa, essas taxas de agressão eram comparáveis às relatadas em outros ambientes de saúde nos EUA.

“A Odontologia está repleta de situações que podem provocar fortes emoções negativas, como medo, dor, desconfiança e raiva”, disse a Dra. Kimberly Rhoades, autora principal do estudo e pesquisadora do Family Translational Research Group da NYU Dentistry. “Muitos pacientes também apresentam altos níveis de ansiedade e vulnerabilidade, o que pode aumentar as respostas negativas ou agressão. Estabelecer que a agressão contra dentistas é um problema e a frequência com que ocorre pode nos ajudar a desenvolver intervenções para prevenir a agressão em consultórios odontológicos.”

Os pesquisadores alertaram que um estudo nacional maior seria necessário para determinar melhor a prevalência da agressão do paciente em consultórios odontológicos nos EUA, embora também recomendassem que as práticas considerassem a incorporação de medidas como treinamento de redução da agressividade para membros da equipe.

 Estudantes de Odontologia também podem ser vítimas de agressão

Em um estudo paralelo publicado no início deste ano no Journal of Dental Education, uma equipe de pesquisa da NYU, também liderada por Rhoades, descobriu que assombrosos 86% dos estudantes de Odontologia relataram ter sido submetidos a agressão verbal nas mãos de pacientes durante seu treinamento clínico . Dos alunos pesquisados, 28% relataram pelo menos um caso de agressão física, enquanto 36% foram vítimas de alguma forma de agressão à reputação.

O primeiro estudo, intitulado “Patient aggression toward dentists,”foi publicado na edição de outubro de 2020 do Journal of the American Dental Association.

O segundo estudo, intitulado “Patient aggression toward dental students”, foi publicado na edição de maio de 2020 do Journal of Dental Education.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

© 2021 - All rights reserved - Dental Tribune International