Dental Tribune Brazil

Enxaguar contra COVID-19 – um enxaguante bucal reduz o risco de infecção

By Curaden
July 14, 2021

DUBAI, Emirados Árabes Unidos: Em um estudo que é o primeiro desse tipo, pesquisadores da Universidade Claude Bernard Lyon, em Lyon, na França, demonstraram que o Perio associado ao enxaguante bucal regenerado reduz o risco de transmissão da SARS-CoV-2. O enxaguatório reduz a carga viral na boca em 71% após um único enxágue, auxiliando o sistema imunológico a controlar o início da infecção.

Nossas bocas são fundamentais para a propagação do coronavírus: o vírus foi identificado na saliva de 91,7% das pessoas infectadas. Além disso, a transmissão da doença pela saliva é possível a uma distância de até 3 m, mesmo em pacientes sem sintomas. Dada a forte presença do vírus na boca e sua fácil propagação através das partículas salivares, o conceito de um enxaguatório que previna a infecção por meio de um simples enxágue é extremamente atraente, principalmente para os profissionais da odontologia. É com esses fatos em mente que os pesquisadores se propuseram a identificar uma formulação que pudesse reduzir a carga viral na boca.

Em sua busca por um enxaguatório antiviral eficaz, os pesquisadores identificaram duas substâncias que, quando combinadas, se mostraram particularmente promissoras na redução da carga viral da SARS-CoV-2 na boca: beta-ciclodextrina e Citrox. Citrox é um novato em produtos de saúde bucal. A substância é uma mistura de compostos orgânicos vegetais que têm um amplo efeito antimicrobiano sem perturbar o equilíbrio natural da boca.

Tanto a beta-ciclodextrina quanto o Citrox estão presentes no Perio plus regenerate, um anti-séptico oral produzido pela empresa suíça de saúde bucal Curaden. Em um estudo publicado recentemente, uma equipe de pesquisa francesa provou que o Perio plus regenerate reduziu a carga de vírus na boca.

Metade dos 176 pacientes com COVID-19 que participaram do estudo lavaram três vezes ao dia com Perio plus regenerate ao longo de uma semana. Os pesquisadores descobriram que um único enxágue com enxaguante bucal  teve um efeito significativo: o primeiro enxágue reduziu a carga viral na boca em 71% após apenas 4 horas. Após sete dias, o enxaguante bucal provou ter um efeito particularmente benéfico na redução da carga viral na saliva dos pacientes que inicialmente apresentavam carga viral muito alta.

A descoberta é o primeiro estudo in vivo que demonstra o efeito de um enxaguante bucal na inibição da infecção pelo vírus que causa COVID-19. De acordo com o co-autor Prof. Denis Bourgeois, Perio plus regenerate atua como uma medida de barreira contra a propagação do vírus. “Um enxágue de 1 minuto com beta-ciclodextrina e enxaguante bucal  Citrox reduz a presença de SARS-CoV-2 na boca em 71%”, explicou Bourgeois. “Isso reduz significativamente o risco de contaminação por coronavírus da saliva.”

A descoberta tem implicações interessantes para o combate à pandemia COVID-19, bem como para futuras medidas preventivas antivirais. Seja para uso pessoal ou clínico, os enxaguante bucal s antivirais podem desempenhar um papel importante na redução do risco geral de contaminação.

Mais informações sobre os produtos Perio plus podem ser obtidas no estande 8B06 da empresa na AEEDC Dubai 2021.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

© 2021 - All rights reserved - Dental Tribune International