DT News - Brazil - Compreender como o bruxismo afeta as restaurações dentárias

Search Dental Tribune

Compreender como o bruxismo afeta as restaurações dentárias

Pesquisadores da Universidade de Malmö, na Suécia, receberam uma bolsa para investigar complicações relacionadas ao bruxismo após o tratamento com implantes dentários. (Imagem: thitinonjong/Shutterstock)
Iveta Ramonaite, Dental Tribune International

Iveta Ramonaite, Dental Tribune International

sex. 6 agosto 2021

guardar

MALMÖ, Suécia: A pesquisa mostrou que o bruxismo não só causa danos aos dentes, mas também pode resultar em falha do implante. Para investigar mais a questão, pesquisadores da Universidade de Malmö estão procurando examinar como o bruxismo afeta a longevidade das restaurações dentárias, avaliando as complicações que a condição pode causar após o tratamento com implante. O estudo é planejado para reduzir o tempo e os custos associados a refazer tratamentos odontológicos.

No segundo trimestre de 2021, o Dental Tribune International relatou uma pesquisa que descobriu que o estresse experimentado durante a pandemia de SARS-CoV-2 levou um número crescente de pacientes a desenvolver bruxismo. Ranger de dentes também foi recentemente associado ao uso excessivo de smartphones, que é um problema comum na sociedade atual. Agora, os pesquisadores da Faculdade de Odontologia da Universidade de Malmö estão contemplando como o bruxismo pode afetar a taxa de sobrevivência dos implantes dentários.

A pesquisa recebeu recentemente financiamento em Pesquisa Relacionada à Saúde Bucal pela região Skåne (Odontologisk Forskning i Region Skåne) e é uma colaboração com o Departamento de Próteses da universidade. Comentando a pesquisa, a autora correspondente, Dra. Birgitta Häggman-Henrikson, professora do Departamento de Dor Orofacial e Função Mandibular da Faculdade de Odontologia da universidade, disse em um comunicado à imprensa: “Há um nível muito alto de competência em termos de materiais e construções dentais e sobrevivência a longo prazo de implantes no Departamento de Próteses. Esta será uma boa combinação com o nosso conhecimento do assunto sobre habilidades motoras da mandíbula e parafunções.”

Autora correspondente, Dra. Birgitta Häggman-Henrikson, professora da Faculdade de Odontologia da Universidade de Malmö. (Imagem: Universidade de Malmö)

O projeto deve durar de três a quatro anos. Os pesquisadores esperam que os dados obtidos com o estudo ajudem a desenvolver métodos e rotinas para relatar e identificar com eficiência os fatores de risco relacionados ao bruxismo.

Segundo Häggman-Henrikson, a sobrevida das restaurações dentárias é afetada por vários fatores, incluindo os materiais utilizados, fatores técnicos e fatores relacionados ao paciente, como o bruxismo. Discutindo como a identificação oportuna desses fatores poderia ajudar a prever o tratamento futuro com implantes, Häggman-Henrikson afirmou: “Certas combinações de fatores são mais problemáticas? Queremos mapear como são essas complicações e, a longo prazo, queremos encontrar os fatores que você precisa estar ciente antes do tratamento. Então, pode-se adaptar o tratamento com base nos fatores do paciente e nos materiais disponíveis.”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

advertisement
advertisement