DT News - Brazil - A persistência de infecções por HPV oral em homens aumenta com a idade

Search Dental Tribune

A persistência de infecções por HPV oral em homens aumenta com a idade

Atualmente, não há nenhum método de triagem para detectar lesões pré-cancerosas da cabeça e pescoço no cenário clínico. (Foto: JPC-PROD/Shutterstock)
Dental Tribune International

Dental Tribune International

seg. 20 abril 2015

guardar

TAMPA, Flórida, EUA: A infecção persistente com papilomavírus oral humano (HPV) 16 acredita-se impulsionar o desenvolvimento da maioria dos cânceres de pescoço e cabeça. Agora, pesquisadores descobriram que prevalentes infecções por HPV-16 oral em homens persistem por mais tempo do que infecções adquiridas recentemente. Além disso, eles descobriram que a persistência aumenta com a idade. As descobertas podem ajudar a explicar a alta prevalência de HPV oral observada em faixas etárias mais avançadas.

A persistência do HPV-16 oral por até quatro anos foi avaliada em 1.626 homens originalmente inscritos no Estudo para Homens de Infecção por Papillomavirus Humano, um estudo contínuo multinacional em grupo sobre história natural de infecções por HPV em homens.

Ao longo do estudo, 23 amostras de gargarejos bucais deram positivas para HPV oral 16. Em cada dez participantes, o HPV 16 foi detectado no registro. Entre estas infecções prevalentes, nove se prolongaram por um ano ou mais, oito se prolongaram por dois anos ou mais, e dois se prolongaram por quatro anos ou mais. Entre as 13 infecções incidentes restantes, quatro duraram por um ano ou mais, uma durou por dois anos ou mais, e nenhuma durou por três anos ou mais.

O estudo também mostrou que a persistência de infecções incidentes aumentaram significativamente com a idade. Os pesquisadores relataram que as infecções incidentes entre homens mais velhos do que 45 anos persistiram por um ano ou mais e 50% dessas infecções entre homens com idade entre 31 e 44 anos persistiram por um ano ou mais. No entanto, nenhuma infecção incidente detectada em homens com idade entre 18 e 31 anos persistiu por mais de um ano.

As conclusões do estudo indicam que algumas infecções orais HPV-16 persistem em homens durante quatro anos ou mais. Entretanto, os pesquisadores ainda não sabem o tempo necessário de persistência da infecção oral por HPV para aumentar o risco de câncer de cabeça e pescoço, mas os dados sugerem que infecções por HPV oral podem ser mais susceptíveis a persistência do que infecção genital por HPV, as quais geralmente acredita-se que aumente o risco de câncer do colo uterino se tais infecções persistem por um período de dois anos.

Mais estudos são necessários para fornecer uma melhor compreensão da persistência do HPV oral-16, e isso poderia beneficiar imensamente a identificação dos homens de alto risco de desenvolvimento do HPV relacionadas com câncer orofaríngeo, concluíram os pesquisadores.

O estudo, intitulado "Persistência de Longo Prazo de Papillomavirus Oral Humano tipo 16: a Infecção pelo HPV em Homens Estudo (HIM)," foi publicado on-line em 9 de janeiro na revista oficial de Investigação e Prevenção do Câncer antes da versão impressa. Ele foi realizado no Centro de Câncer e Instituto de Pesquisa Moffitt em Tampa.

To post a reply please login or register
advertisement
advertisement