Novo código CDT para ajudar os dentistas a compreender melhor os procedimentos

Search Dental Tribune

Novo código CDT para ajudar os dentistas a compreender melhor os procedimentos

E-Newsletter

The latest news in dentistry free of charge.

  • This field is for validation purposes and should be left unchanged.
Relatórios de que alguns códigos CDT não foram compreendidos de imediato impulsionaram a Associação Dentária Americana a desenvolver novas diretrizes. (Foto: jakkaje808/Shutterstock)
Dental Tribune International

By Dental Tribune International

ter. 15 agosto 2017

save

CHICAGO, EUA: De acordo com alguns relatórios, o código da “Current Dental Terminology- CDT” (Terminologia Odontológica Atual) pode não ser compreendido por dentistas e outros profissionais da área. Em colaboração com especialistas da Odontologia, a Associação Dentária Americana (ADA) desenvolveu três novas diretrizes de CDT, para ajudar os dentistas a compreender melhor os procedimentos destacando os códigos e como eles devem reportar.

O Dr. Ronald D. Riggins, chefe do Conselho de Programas de Benefício Odontológico, disse: “Considerando que os procedimentos descritos nas adições e revisão do código podem ser um território novo para os dentistas e planos odontológicos, o Conselho de Programas de Benefício Odontológico acredita que estas diretrizes refletem a declaração da missão do plano estratégico 2020 dos membros “Members First” da ADA— ajudar todos os membros a ter sucesso”.

O primeiro guia, D9995 and D9996—ADA Guide to Understanding and Documenting Teledentistry Events, aborda novos códigos para reportar dois novos tipos de cenários da teleodontologia que o dentista pode se inserir. O primeiro é onde o dado é coletado e direcionado em tempo real, e o outro onde o dado é coletado, armazenado e encaminhado para ser enviado em outro horário e local.

D1354—Guide to Reporting Interim Caries Arresting Medicament Application aborda dois aspectos notáveis do procedimento. O primeiro é que ele não é limitado à aplicação de diamino fluoreto de prata como medicamento. O segundo é a revisão esclarecedora de que esse procedimento é para ser reportado por dente a ser tratado, e não pelo número de lesões, garantindo desse modo que procedimentos sejam reportados constantemente.

A adição final é D0411—Guide to Point of Care Diabetes Testing and Reporting. Esse procedimento é de avaliação durante o atendimento, com encaminhamento apropriado, sobre o diagnóstico de pré-diabetes e diabetes. O procedimento, também conhecido como exame de hemoglobina glicada A1c feito através da coleta de uma gota de sangue por furo randomizado no dedo, é relevante para dentistas; pois a diabetes é um fator de risco para a periodontite.

Os códigos são cerca de 18 novos, 16 revisões de códigos existentes e três exclusões aprovados em março pelo Comitê de Manutenção de Código. Todas essas mudanças serão efetivadas em 1 de janeiro de 2018, e as novas diretrizes estarão disponíveis para visualização e download  (em inglês) na página da “Coding Education” em ada.org/cdt.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

advertisement