Taiwan: Apresentada nova relação custo-benefício da tecnologia de digitalização intraoral de laser azul

Search Dental Tribune

Taiwan: Apresentada nova relação custo-benefício da tecnologia de digitalização intraoral de laser azul

E-Newsletter

The latest news in dentistry free of charge.

  • This field is for validation purposes and should be left unchanged.
A recentemente desenvolvida linha de laser azul de tecnologia de digitalização intraoral foi desenvolvida por Taiwan’s Industries Research and Development Centre. (Foto: Screenshot Youtube/solberg hu)
Dental Tribune International

By Dental Tribune International

qua. 24 maio 2017

save

TAIPEI, Taiwan: O Taiwan’s Metal Industries Research and Development Centre (MIRIC) introduziu uma nova linha de laser azul de tecnologia de digitalização intraoral. De acordo com os desenvolvedores, o dispositivo é construído com componentes eletrônicos de Taiwan na sua maioria e será significativamente mais barato do que os dispositivos de digitalização semelhante dos concorrentes internacionais.

Através do software, o dispositivo usa um método de medição triangular para focar uma luz a laser de alta coerência para o objeto a ser digitalizado. Desta forma, é capaz de construir um modelo dental, tendo medições precisas dentro de uma área de 22 × 18 mm, o que reduz a margem de erro, disseram os desenvolvedores.

A linha de laser azul foi introduzida numa conferência de imprensa realizada no Ministério dos Assuntos Econômicos na capital, Taipei em abril. De acordo com o ministério, a tecnologia atraiu cerca de NT$70.61 milhões (US$2,4 milhões) em investimentos e gerou quase NT$200 milhões (US$6,6 milhões) em valor de mercado.

Desenvolvido pela MIRDC, uma organização sem fins lucrativos criada em outubro de 1963 para pesquisar e desenvolver tecnologias de ponta para utilização em indústrias de metal e relacionadas em Taiwan, a linha de laser azul foi transferida para várias empresas de Taiwan, incluindo EPED, ARIX CNC Machines, Gillion Technology e AIN TEC Industrial, relatou online a Taiwan News.

O escaner, que está atualmente sendo testado em ensaios clínicos, estará sendo introduzido no mercado ainda este ano. De acordo com o MIRDC, semelhantes dispositivos de digitalização oral feitos na Alemanha, na Dinamarca e nos EUA, por exemplo, custam cerca de NT$ 1,2 milhões - 1,6 milhões (US$39,900-53,200). Os parceiros da MIRDC, porém, esperam que o produto comercializado seja vendido por US$30.000 para hospitais e clínicas odontológicas globalmente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

advertisement