Dental Tribune Brazil

Tese sueca confirma relação entre periodontite e risco de doenças cardiovasculares

By Dental Tribune International
January 21, 2020

MALMÖ, Suécia: A perda dentária, o resultado final da periodontite, já havia sido associada a um risco aumentado de doenças cardiovasculares. Um estudo realizado na Universidade de Malmö para uma tese de doutorado investigou a relação entre periodontite, doenças cardiovasculares e mortalidade. Verificou-se que a periodontite causa um risco aumentado de doenças cardiovasculares e morte em idosos. Portanto, o documento enfatizou a importância de os serviços odontológicos e de saúde em geral trabalharem mais estreitamente.

A pesquisa foi conduzida pela doutoranda Viveca Wallin Bengtsson, do Departamento de Saúde Oral da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade Kristianstad, na Suécia, como parte do Estudo Nacional Sueco sobre Envelhecimento e Cuidados (SNAC).

Wallin Bengtsson estudou a relação entre aterosclerose e periodontite e se as calcificações observadas nas radiografias por um período de 13 anos foram associadas ao aparecimento de acidente vascular cerebral e doenças cardiovasculares.

Outro objetivo do estudo foi investigar se indivíduos com periodontite estavam em maior risco de ter um evento de acidente vascular cerebral isquêmico ou morrer durante um período de acompanhamento de 17 anos. Para esse fim, foram incluídas pessoas com 60 anos ou mais e residentes na área de Karlskrona, o único local em que o SNAC monitorava os serviços odontológicos.

Usando radiografias panorâmicas, Wallin Bengtsson examinou o nível ósseo ao redor dos dentes e a presença de calcificações. "Ser capaz de conduzir esses estudos de acompanhamento a longo prazo é único", explicou ela.

Os resultados do estudo mostraram que idosos com periodontite têm maior probabilidade de ter uma artéria carótida calcificada. "É claro que as pessoas com periodontite são mais propensas a desenvolver doenças cardiovasculares e também têm um risco aumentado de morrer", disse Wallin Bengtsson.

Além disso, ela enfatizou a importância de os dentistas analisarem cuidadosamente todas as radiografias panorâmicas realizadas, porque a inflamação que ocorre em conexão com a periodontite pode levar a depósitos de gordura e placas em outras artérias do corpo.

“A boca é uma parte vital do nosso corpo. Os serviços odontológicos e de saúde devem, portanto, trabalhar mais estreitamente. Quando a calcificação é detectada por raios-X, o paciente deve ser informado e encaminhado aos serviços de saúde para uma investigação mais aprofundada. Além disso, uma colaboração mais estreita levaria a uma melhor assistência odontológica preventiva”, disse Wallin Bengtsson.

A dissertação de doutorado, intitulada Periodontite, calcificações carotídeas e futuras doenças cardiovasculares em idosos , foi publicada em 2019 pela Faculdade de Odontologia da Universidade de Malmö.

Comments are closed here.

© 2020 - All rights reserved - Dental Tribune International