Indonésia adota a teleodontologia para melhorar a cobertura dos serviços odontológicos

Search Dental Tribune

Indonésia adota a teleodontologia para melhorar a cobertura dos serviços odontológicos

E-Newsletter

The latest news in dentistry free of charge.

  • This field is for validation purposes and should be left unchanged.
Indonésia livre de cárie em 2030? Além dos programas de assistência odontológica social e escolar, o governo passou a utilizar as consultas gratuitas de teleodontologia em sua estratégia para melhorar a cobertura da assistência odontológica. (Imagem: BK Awangga/Shutterstock)

JACARTA, Indonésia: As consultas de teleodontologia devem aumentar depois que o Ministério da Saúde da Indonésia e a Associação Odontológica da Indonésia emitiram novas orientações para serviços odontológicos e finalizaram um esquema de consultas remotas gratuitas. As mudanças visam adaptar a prestação de cuidados bucais da Indonésia às realidades da vida na pandemia e adotar a tecnologia para ampliar o acesso aos serviços odontológicos.

Serão oferecidas consultas gratuitas de teleodontologia aos pacientes para que possam consultar os profissionais de odontologia remotamente. Falando em uma conferência de imprensa virtual em 22 de março, o Ministro da Saúde Budi Gunadi Sadikin anunciou as mudanças e comentou que havia uma necessidade urgente de aumentar a oferta de saúde bucal. O ministro apontou dados de 2018 que mostram que mais de metade (57,6%) dos que vivem no populoso arquipélago sofria de problemas de saúde bucal e que apenas cerca de 10,2% da população tinha acesso a cuidados dentários.

Perto de 278,5 milhões de pessoas vivem na Indonésia, segundo dados da ONU, tornando-se o quarto país mais populoso do mundo.

“A saúde bucal e odontológica é um dos problemas de saúde que precisam de nossa atenção coletiva. Atualmente, os problemas de saúde bucal e dental na Indonésia ainda são muito altos”, disse Sadikin. Ele acrescentou que “Vários fatores que causam problemas dentários e bucais [variam] de falta de conscientização, relutância e dificuldade em acessar serviços profissionais de saúde”.

A Indonésia estabeleceu a meta de se tornar livre de cárie até 2030, e a melhoria da educação sobre saúde bucal será crucial para reduzir a incidência de doenças bucais. Os dados citados por Sadikin mostraram que apenas cerca de 2,8% da população escovava os dentes corretamente.

A Antara News , com sede em Jacarta, informou em fevereiroque o governo estava desenvolvendo infraestrutura digital e novos regulamentos para a telemedicina, que é uma área fundamental nos serviços de saúde. A revisão não foi exclusivamente uma reação à pandemia de COVID-19 e envolveu fornecer aos pacientes mais dados e proteção legal. Um porta-voz do Gabinete do Estado-Maior Presidencial comentou que o governo estava preparando regulamentações inteligentes que permitiriam acompanhar os rápidos desenvolvimentos na tecnologia da saúde.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

advertisement
advertisement