Dental Tribune Brazil

Exposição ao flúor durante a gravidez associada a QI baixo em crianças

By Dental Tribune International
October 24, 2019

QUEBEC CITY, Canadá: Vários estudos investigaram a eficácia da água fluoretada na prevenção de cárie dentária. Um estudo recente deu um passo adiante e examinou a associação entre a ingestão de flúor da mãe durante a gravidez e o escore de QI da criança. Os resultados indicam que a exposição ao flúor na gravidez pode afetar o desenvolvimento intelectual da criança e, portanto, deve ser reduzida.

De acordo com o estudo, a fluoretação da água é fornecida a aproximadamente 66% dos residentes nos EUA, 38% dos canadenses e 3% dos europeus, principalmente devido às vantagens percebidas para a saúde bucal.

O estudo utilizou dados do estudo de coorte Maternal-Infantil de Pesquisa em Produtos Químicos Ambientais e avaliou a concentração de fluoreto na urina materna, a ingestão diária autorreferida de fluoreto e os resultados dos testes de QI das crianças em 601 pares mãe-filho de seis grandes cidades do Canadá. Mais de 40% dos participantes viviam em comunidades abastecidas com água municipal fluoretada no momento do estudo. Os pesquisadores examinaram os escores de QI das crianças aos 3 e 4 anos de idade.

Os dados mostraram que as mães que moravam em áreas com flúor adicionado à água da torneira tinham maiores concentrações de minerais na urina em comparação com aquelas que moravam em áreas com água não fluoretada. Uma concentração mais alta de 1 mg / L de flúor na urina da mãe foi associada a uma pontuação de QI 4,5 menor nos meninos. No entanto, os pesquisadores não encontraram nenhuma ligação entre o nível de fluoreto urinário da mãe e o escore de QI da filha. Finalmente, um aumento diário de 1 mg de fluoreto nas mães foi associado a uma pontuação de QI 3,66 mais baixa para meninos e meninas.  

Embora o estudo suscite consideráveis ​​preocupações com a fluoretação da água na comunidade, muitos pesquisadores descartaram as conclusões, alegando que não há provas suficientes. Portanto, mais estudos precisam ser realizados sobre o tema para validar os achados.

O estudo, intitulado " Associação entre exposição materna ao fluoreto durante a gravidez e escores de QI em crianças no Canadá ", foi publicado on-line em 19 de agosto de 2019, na JAMA Pediatrics , antes da inclusão em uma edição.

Comments are closed here.

© 2020 - All rights reserved - Dental Tribune International