DT News - Brazil - Estudo relaciona antidepressivo comum à falha de implante dentário

Search Dental Tribune

Estudo relaciona antidepressivo comum à falha de implante dentário

Usuários de certos antidepressivos podem ser mais suscetíveis às falhas de implantes que os não usuários. (Foto:Maminau Mikalai/Shutterstock)
Dental Tribune International

Dental Tribune International

qua. 17 dezembro 2014

guardar

MONTREAL, Canadá: Pesquisadores descobriram que o inibidor seletivo de recaptação de serotonina (SSRI), uma das drogas mais utilizadas para o tratamento de depressão no mundo, pode aumentar o risco de falha em implantes de integração óssea. Este antidepressivo já havia sido relacionado com a redução da formação óssea e aumento de risco de fraturas ósseas.

No estudo os pesquisadores da Universidade Mcgill revisaram os registros de pacientes, sendo 292 mulheres e 198 homens com idades entre 17 e 93 anos que receberam implantes dentários entre janeiro de 2007 e janeiro de 2013. No total eles revisaram 916 casos, dos quais 94 implantes foram feitos em 51 usuários do SSRI.

Durante o período do estudo 868 implantes tiveram sucesso e 48 falharam. Os pesquisadores concluíram que os índices de falhas eram significativamente mais altos em usuários do SSRI (10,6%) comparados com aqueles que não usavam SSRI (4,6%). Eles supuseram que a falha de implantes no grupo que utilizava SSRI estava majotariamente associada com problemas em integrar os implantes, indicando que o SSRI causa perda óssea. No entanto, de acordo com os pesquisadores, mais estudos são necessários para confirmar essa hipótese.

Além disso, fumar e diâmetros dos implantes muito pequenos (≤ 4 mm) também estavam associados ao risco de falha dos implantes. As falhas ocorreram mais frequentemente (80%) entre quatro e quatorze meses após o procedimento.

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (Centers for Disease Control and Prevention), antidepressivos são o terceiro tipo mais comum de drogas prescritas utilizadas por americanos de todas as idades. Eles são frequentemente utilizados por pessoas entre 18 e 44 anos de idade. Estima-se que 11 por cento dos americanos a partir de 12 anos de idade usem medicamento antidepressivo.

O estudo intitulado “Inibidor seletivo de captação de serotonina e o risco de falha de implante ósseo integrado: Um estudo de coorte” (Centers for Disease Control and Prevention), foi publicado em 3 de setembro no Journal of Dental Research.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

advertisement
advertisement