Dental Tribune Brazil

Escassez global de máscaras cirúrgicas atinge práticas odontológicas em todo o mundo

À luz da escassez mundial de máscaras cirúrgicas, os dentistas estão com medo de não seguir os padrões de controle de infecção e são forçados a encerrar suas práticas odontológicas. (Imagem: Anna Jurkovska/ Shutterstock)

LEIPZIG, Alemanha: De acordo com a Associação Dentária Australiana(ADA), pode levar um ano até que uma vacina bem sucedida para o tratamento do corona vírus se torne amplamente disponível ao público. Enquanto isso, os profissionais de Odontologia são aconselhados a controlar a propagação do vírus usando máscaras faciais. No entanto, quando o surto atinge o ponto de inflexão, os suprimentos de equipamentos de proteção individual, especialmente as máscaras cirúrgicas, estão em níveis criticamente baixos. Em uma chamada à ação, organizações odontológicas e de saúde pediram recentemente ao governo federal para aumentar o suprimento de máscaras, a fim de impedir possíveis fechamentos de consultórios odontológicos e proteger os profissionais de saúde de serem infectados e infectar outros.

À medida que o número de casos confirmados de corona vírus aumenta, os compradores de todo o mundo esvaziam as prateleiras dos supermercados e em pânico compram máscaras faciais para se protegerem do vírus. De acordo com a Associação Dentária Britânica (BDA- sigla em inglês) , a escassez já afetou dentistas no Japão, Austrália, Nova Zelândia, Canadá e partes dos EUA. Em resposta, funcionários e organizações governamentais e de saúde em todo o mundo, como a Organização Mundial da Saúde (OMS) , pediram que as pessoas que não trabalham no setor de saúde ou que não tenham experimentado sinais de infecção parem de comprar por precaução máscaras faciais.

À medida que as organizações odontológicas ficam sem suprimentos de máscaras, cresce o medo de ter que fechar as práticas odontológicas. Por exemplo, a ADA previu anteriormente que o suprimento de máscaras em consultórios odontológicos na Austrália pode acabar dentro de quatro semanas. "Sem máscaras cirúrgicas, os dentistas não podem tratar os pacientes com segurança e corremos o risco de as pessoas ficarem sem tratamento", disse o vice-presidente executivo da ADA, Eithne Irving. “Estamos fazendo tudo o que podemos para garantir que os dentistas possam ver os pacientes, mas sem um suprimento garantido de máscaras, os dentistas não podem aderir aos nossos rígidos padrões australianos de controle de infecções. Isso significa que as práticas odontológicas serão forçadas a fechar”, continuou Irving.

Aumentando a fabricação de máscaras faciais

Segundo a OMS, são estimados 89 milhões de máscaras médicas para a resposta ao COVID-19 todos os meses, e o preço das máscaras cirúrgicas aumentou em seis vezes, enquanto os respiradores N95 triplicaram e os aventais dobraram de preço. Alguns dos maiores fabricantes de máscaras faciais estão localizados na China. No entanto, o país cortou recentemente a produção de máscaras faciais para exportação estrangeira, a fim de garantir um suprimento adequado para os infectados pelo COVID-19 na China. 

Com o esgotamento dos suprimentos, a OMS instou a indústria e os governos a aumentar a produção em 40%. "Sem cadeias de suprimentos seguras, o risco para os profissionais de saúde em todo o mundo é real", disse o diretor geral da OMS, Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesus, em comunicado à imprensa . “A indústria e os governos devem agir rapidamente para aumentar a oferta, diminuir as restrições à exportação e implementar medidas para impedir a especulação e a acumulação. Não podemos parar o COVID-19 sem proteger primeiro os profissionais de saúde”, concluiu.

Melhorando a situação atual

As organizações odontológicas de todo o mundo estão fazendo o possível para resolver a situação atual e, na semana passada, a ADA informou que o governo federal conseguiu obter com sucesso um suprimento necessário de máscaras. Isso inclui 54 milhões de máscaras para profissionais de saúde que trabalham nas profissões odontológica e médica. Além disso, o BDA declarou que o governo do Reino Unido tomou medidas rápidas e desbloqueou seus estoques de máscaras para evitar interrupções e atender à crescente demanda. Finalmente, a OMS disse que está atualmente trabalhando com governos, indústria e a Rede de Cadeia de Suprimentos Pandêmica para localizar suprimentos para países criticamente afetados e em risco.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Latest Issues
E-paper

DT Brazil No. 3, 2015

Open PDF Open E-paper All E-papers

© 2020 - All rights reserved - Dental Tribune International