DT News - Brazil - Entrevista: 'O Reino Unido é o mercado do vidro'

Search Dental Tribune

Entrevista: 'O Reino Unido é o mercado do vidro'

Dental Tribune International

Dental Tribune International

seg. 15 dezembro 2014

guardar

Com a abrangência de produtos da CGP apresentando tecnologia de gel sílica a GCP Dental está introduzindo um portfolio singular de restaurações em larga escala nos mercados do Reino Unido e Irlanda. O Dental Tribune Online teve a oportunidade de falar com o desenvolvedor holandês e CEO Lekhram Changoer durante a demonstração da BDIA Dental, em Londres, para discutir brevemente o produto e suas expectativas quanto à recepção por dentistas de ambos os países.

Sr. Changoer, Seu produto está no mercado já há algum tempo. O que faz com que ele se destaque em relação a todos os outros materiais de restauração que estão expostos no evento da BDIA?
Lekhram Changoer: A ideia de desenvolver um material de restauração biocompatível remonta a 2004, quando colaboramos com cientistas da ACTA, que é a faculdade de odontologia da Universidade de Amsterdam. A primeira versão apresentava partículas nano hibridas, às quais adicionamos sílica liquida e flúor/Hidroxiapatita. Você encontra isso em dentes de tubarões, por exemplo, que muito resistentes ao desgaste de dentes. Esmalte humano contém apenas 3% desse material. Quando adicionamos a sílica e Flúor/Hidroxiapatita o material se torna muito rígido, tanto que podia até ser usado para restaurações permanentes. Era isso que buscávamos.

Mas o traço único disso, na realidade, é que ele cria uma biofusão com a dentina e o esmalte pela troca de íons, assim não é preciso usar cola ou agentes fixadores para fundir o material com o tecido natural dos dentes.

Produtos de restauro baseados em sílica não fáceis de manipular. E quanto ao seu produto?
Este material na verdade é para todos os dentistas. Porém os profissionais devem se atentar a aspectos de segurança e de que estamos usando biofusão ao invés de simplesmente colar.

A dentina está sempre em movimento. Quando eles entenderem esses aspectos e começarem a usar os produtos, vão ficar aficionados por ele.

Onde mais além do Reino Unido vocês distribuem o produto?
Atualmente temos distribuidores em países como Bélgica, Luxemburgo, Holanda, Turquia e no Oriente Médio. A França também é um mercado significativo para nós. Somos uma empresa pequena, mas há muitos dentistas que realmente gostam do nosso produto e nós queremos que eles entendam a história por trás dele.

Por que vocês decidiram finalmente expandir para o Reino Unido?
Na verdade nossa tecnologia de carbômero de sílica já é utilizada por alguns dentistas daqui, para quem temos enviado o produto diretamente. O Reino Unido é um mercado para o vidro e os profissionais aqui está ciente da biocompatibilidade de produtos a base de sílica, como Ionômeros de vidro. No entanto, estes ainda têm a desvantagem de não serem ideais para restaurações permanentes. Por isso foi muito bom receber uma ligação da Plandent dizendo: “Precisamos do seu produto”. Ser requisitado por um distribuidor tão consagrado me dá a confiança e um bom pressentimento de que ele vai ser muito bem aceito. Eu prevejo que o mercado vai aos poucos se desenvolver, mas as primeiras impressões da equipe de vendas da Plandent são muito boas.

Contudo, deve-se ser cuidadoso e desenvolver o mercado daqui a partir de uma base sólida. Mesmo que os dentistas britânicos estejam familiarizados com materiais a base de sílica, nós ainda temos que explicar o que a tecnologia de carbôneo de vidro realmente é. Por isso estamos planejando organizar uma série de treinamentos em 2015, em colaboração com a Universidade de Warwick, por exemplo. Também tivemos interesse de um grupo de dentistas biológicos, através do qual também vamos organizar treinamentos.

Muito obrigado.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

advertisement
advertisement