Cientistas analisam bactérias em alinhadores transparentes

Search Dental Tribune

Cientistas analisam bactérias em alinhadores transparentes

E-Newsletter

The latest news in dentistry free of charge.

  • This field is for validation purposes and should be left unchanged.
Pesquisadores em Moscou analisaram os microorganismos encontrados em alinhadores transparentes após um dia de uso para desenvolver uma droga para destruir o biofilme que se forma naturalmente com o uso. (Imagem: edwardolive/Shutterstock)

MOSCOU, Rússia: Um dos principais benefícios dos alinhadores em relação aos aparelhos fixos é que, por poderem ser removidos, o biofilme formado nos dentes pode ser mais facilmente alcançado e removido pelo paciente. De fato, estudos relataram melhores resultados para placa e saúde gengival com alinhadores. No entanto, o biofilme se forma em irregularidades como microarranhões, microfissuras e elevações na superfície dos alinhadores. Com o objetivo final de criar uma droga destruidora de biofilme eficaz e segura, pesquisadores da Universidade da Amizade dos Povos da Rússia isolaram e analisaram a composição desse biofilme e a capacidade dos microorganismos de formar biofilme e determinaram seus indicadores morfométricos e densitométricos.

Os microorganismos mais dominantes nos alinhadores após apenas um dia de uso foram Bifidobacteria , fungos semelhantes a leveduras do gênero Candida , Escherichia coli , Peptostreptococcus anaerobius , Porphyromonas gingivalis , Prevotella buccae , Staphylococcus aureus e Streptococcus mitis . Os pesquisadores também conseguiram identificar os microorganismos que eram os mais fortes produtores de biofilme e, assim, exercem uma influência predominante na comunidade ecológica.

Devido ao risco de redução da eficácia da terapia anti-inflamatória e ao desenvolvimento de cáries e outras doenças inflamatórias, a formação de biofilme durante a terapia requer monitoramento constante. Os cientistas, portanto, focaram na interação entre os alinhadores e a microflora oral, especialmente em relação à composição de espécies e resistência a antibióticos. Os microrganismos bucais e suas propriedades, como formação de biofilme, adesão e capacidade de incorporar partículas sólidas, mudam com o tempo, de acordo com a localização e sob certas condições. Os estudos citados pelos pesquisadores sugeriram, portanto, que investigações de longo prazo seriam necessárias para avaliar se os níveis e a variedade da microflora na boca associados ao uso de aparelhos ortodônticos retornariam aos níveis pré-intervenção.

O estudo, intitulado “Isolation of clinical microbial isolates during orthodontic aligner therapy and their ability to form biofilm”, foi publicado no Dentistry Journal em 3 de janeiro de 2023.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

advertisement
advertisement