Dental Tribune Brazil

BDA considera as verificações dentais de migrantes em potencial “antiéticas”

By Brendan Day, Dental Tribune International
August 13, 2021

LONDRES, Reino Unido: Em 2016, o membro do Parlamento de Monmouth, David Davies, gerou polêmica ao sugerir que verificações dentais poderiam ser usados para verificar a idade de adolescentes refugiados sírios e afegãos que ele acreditava ter “mais de 18 anos”. Cinco anos depois, a secretária do Interior do Reino Unido, Priti Patel, foi criticada pela Associação Dentária Britânica (BDA– sigla em inglês) depois que foi relatado no jornal The Times que o “Nationality and Borders Bill” do Home Office permitiria que radiografias dentárias fossem usadas para determinar a idade dos requerentes de exílio.

O projeto foi apresentado na Câmara dos Comuns no mês passado, e o Home Office declarou na época que continha "as mudanças mais radicais no sistema de asilo falido em décadas" e permitiria "que o Reino Unido assumisse o controle total de suas fronteiras" . De acordo com a análise conduzida pela instituição de caridade, o Conselho de Refugiados, mais de 9.000 pessoas que seriam aceitas como refugiadas no Reino Unido sob os regulamentos existentes seriam impedidas de entrar no país se o projeto de lei fosse aprovado.

“Este projeto de lei anti-refugiados deixará um sistema já ineficiente e ineficaz em desordem com atrasos ainda piores e despesas muito maiores”, observou Enver Solomon, CEO do Conselho de Refugiados, em um comunicado à imprensa.

De acordo com reportagem do The Times, uma das medidas do projeto seria a introdução de um novo painel nacional que usaria exames odontológicos, entre outros métodos, para determinar se os requerentes de exílio já haviam completado 18 anos. Em resposta, a BDA emitiu um comunicado de imprensa no qual se opõe fortemente a essa abordagem e enfatiza que as radiografias dentárias são “um método impreciso para avaliar a idade”. O sindicato afirmou ainda que as radiografias dentárias só devem ser feitas quando houver um benefício clínico a ser obtido e que fazê-lo por outros motivos é “antiético”.

“Este é um passo retrógrado de Priti Patel”, declarou o Dr. Eddie Crouch, presidente do Comitê Executivo Principal da BDA.

Ele acrescentou: “Em 2016, o Home Office descartou verificações dentais para migrantes, que consideramos imprecisos, inadequados e antiéticos. Em 2021, a ciência e a ética não mudaram”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

© 2021 - All rights reserved - Dental Tribune International