DT News - Brazil - Somente 1% das crianças canadenses são levadas ao dentista no primeiro ano de vida

Search Dental Tribune

Somente 1% das crianças canadenses são levadas ao dentista no primeiro ano de vida

Estudos descobriram que crianças que receberam cuidados preventivos de saúde bucal no primeiro ano de vida têm menos doenças dentárias e são menos propensas a tratamentos de restauração ou emergenciais. (Foto: Andresr/Shutterstock)
Dental Tribune International

Dental Tribune International

dom. 18 maio 2014

guardar

TORONTO, Canadá: Após a análise dos dados de cuidados bucais primários de mais de 2.500 crianças, pesquisadores descobriram que poucas crianças do Canadá são levadas ao dentista para uma avaliação da saúde bucal, que é recomendada aos 12 meses. Eles também descobriram que especialmente crianças oriundas de famílias de baixa renda e que consomem bebidas açucaradas em demasia não foram ao dentista até os 5 anos de idade.

O estudo incluiu 2.505 meninas e meninos canadenses, saudáveis e com idade de 0 a 5 anos que receberam cuidados de saúde entre setembro de 2011 e janeiro de 2013.

Os pesquisadores descobriram que cerca de 38% das crianças não foram levadas ao dentista nos primeiros 5 anos de vida. Somente 1,9% foram ao dentista aos 2 anos de idade. Eles também descobriram que somente 1% das crianças foi levada ao dentista no primeiro ano de vida.

As barreiras financeiras pareceram ser relevantes ao padrão de consulta ao dentista, principalmente nas crianças de baixa renda. No estudo, as crianças de baixa renda familiar nunca foram levadas ao dentista.

Em adição, o consumo prolongado de produtos enlatados e bebidas açucaradas foi associado ao aumento da probabilidade de nunca ter ido ao dentista. Os pesquisadores reportaram que para cada copo de bebida açucarada consumido diariamente, a probabilidade aumentou cerca de 20%.

Os pesquisadores concluíram que as descobertas do estudo destacaram a importância de promover a assistência dentária preventiva no sistema de saúde primário. “Cuidados à saúde bucal, essa é uma coisa que os provedores de cuidados primários de saúde podem recomendar, pois para muitas famílias isso é irreal”, disse o Dr. Jonathon Maguire, um dos autores do estudo e pediatra do Hospital St. Michael em Toronto.

A Academia Americana de Pediatria, Academia Americana de Odontopediatria e a Associação Dentária Americana recomendam uma avaliação de rotina à saúde bucal, feita por um profissional qualificado, aos seis meses de idade.

Diferentemente dos EUA, os cuidados à saúde bucal não fazem parte do sistema de saúde geral canadense. Esse serviço é oferecido principalmente por clínicas particulares.

O estudo, intitulado “Fatores Associados à Utilização da Assistência Dentária na Primeira Infância” (Factors Associated with Dental Care Utilization in Early Childhood), foi publicado on-line em 5 de maio na revista Pediatrics antes da versão impressa. Foi conduzido em nome da iniciativa da TARGet Kids!, uma colaboração entre a Universidade de Toronto e médicos de assistência primária, que objetiva coletar dados longitudinais sobre os problemas de saúde mais comuns das crianças canadenses dos centros urbanos.   
 

To post a reply please login or register
advertisement
advertisement