DT News - Brazil - A nova geração das escovas elétricas chega com destaque ao CIORJ

Search Dental Tribune

A nova geração das escovas elétricas chega com destaque ao CIORJ

Os produtos CURAPROX refletem décadas de pesquisas, um conhecimento profundo sobre higiene oral e o trabalho em cooperação com as principais lideranças profissionais da Odontologia mundial. (Foto: CURAPOX)
CURADEN International

CURADEN International

ter. 11 junho 2013

guardar

RIO DE JANEIRO: Atualmente, há modelos com tecnologias inovadoras, o que proporciona maior vibração e, por consequência, higienização mais eficiente e suave, sem causar danos aos dentes e gengivas. O modelo sônico CURAPROX CHS 100, por exemplo, é um dos mais indicados por especialistas e procurados por pacientes do Brasil e da Suíça, além da já consagrada escova convencional da Curaprox de 5460 cerdas.

O Brasil e, sobretudo, a cidade do Rio de Janeiro, já começam a contagem regressiva para o mais importante evento de odontologia do País e da América Latina: a 21ª edição do CIORJ – Congresso Internacional de Odontologia do Rio de Janeiro. Do dia 10 a 13 de julho, a comunidade odontológica e os acadêmicos poderão conhecer os mais recentes avanços científicos, os principais produtos e tendências do setor, seja na reabilitação ou prevenção de doenças bucais.

Nesse contexto, um dos destaques é a adesão cada vez maior às escovas elétricas, que têm impulsionado a indústria a investir em novas tecnologias a fim de aprimorar esse segmento. Um dos últimos lançamentos é a escova sônica da CURAPROX, CHS 100, desenvolvida pelo Prof. Ulrich P. Saxer, fundador da primeira escola de higienistas orais da Suíça e diretor do Centro de Profilaxia de Zurich (Prophylaxis Center Zurich).

Segundo o Professor, Mestre e Doutor em Odontologia da Anhanguera UNIBAN, Dr. Hugo Lewgoy, as escovas elétricas mecânicas pertencem a uma geração ultrapassada sem grandes avanços e ganhos na higienização oral. Já as escovas sônicas representam um grande progresso, pois as ondas sônicas emitidas produzem um movimento oscilatório e auxiliam muito a tarefa da desorganização mecânica da placa bacteriana que se adere aos dentes, normalmente realizada pelas cerdas das escovas.

O Dr. Lewgoy ainda lembra que, dentre as escovas sônicas, pode haver as de boa qualidade e as de baixa qualidade. Uma escova sônica para ser efetiva deve produzir pelo menos 20 mil vibrações por minuto, como faz o modelo da Curaprox que atinge mais de 40 mil vibrações. No entanto, a grande maioria dos produtos produz no máximo 8 mil vibrações por minuto. “Estas escovas, portanto, não são efetivas sendo melhor a utilização de uma escova manual convencional. Na realidade, estas escovas que emitem poucas vibrações têm apenas efeito psicológico sobre os pacientes, mas não higienizam de forma adequada”, observa.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

advertisement
advertisement