DT News - Brazil - Saúde bucal deficiente associada a maior risco de câncer de fígado

Search Dental Tribune

Saúde bucal deficiente associada a maior risco de câncer de fígado

Saúde bucal deficiente está associada com um risco aumentado de 75% de carcinoma hepatocelular, a forma mais comum de câncer de fígado, descobriu uma nova pesquisa. (Foto: Vera Larina / Shutterstock)

ter. 20 agosto 2019

guardar

BELFAST, Reino Unido: Permanece controverso se a saúde bucal deficiente está independentemente ligada ao desenvolvimento de cânceres gastrointestinais, devido a potenciais confusões pelo tabagismo, consumo de álcool e má nutrição. A fim de lançar luz sobre o assunto, pesquisadores da Universidade de Belfast, na Irlanda do Norte, investigaram a associação entre condições de saúde bucal e risco de câncer.

"A má saúde bucal tem sido associada ao risco de várias doenças crônicas, como doenças cardíacas, AVC e diabetes", disse o principal autor do estudo, Dra. Haydée Jordão, do Centro de Saúde Pública da universidade. "No entanto, há evidências inconsistentes sobre a associação entre a má saúde bucal e tipos específicos de cânceres gastrointestinais, que é o que nossa pesquisa pretendia examinar."

Os participantes preencheram um questionário que incluía informações sobre hábitos tabágicos, consumo de álcool e dieta. Para os fins do estudo, os participantes foram classificados como tendo má saúde bucal se relatassem gengivas doloridas, gengivas sangrentas ou dentes soltos.

O estudo envolveu 469.628 participantes, dos quais 4.069 desenvolveram câncer gastrointestinal durante o curso de uma média de seis anos de follow-up. Em 13% desses casos, os pacientes relataram má saúde bucal. Embora não tenham sido observadas associações significativas sobre o risco da maioria dos cânceres gastrointestinais e saúde bucal deficiente, foi encontrada uma ligação substancial para o câncer hepatobiliar, especificamente para o carcinoma hepatocelular. Para este tipo de câncer, os pesquisadores descobriram um aumento de 75% no risco associado à má saúde bucal.

Os mecanismos biológicos pelos quais a saúde bucal deficiente pode estar mais fortemente associada ao câncer de fígado, em vez de outros tipos de câncer digestivo, atualmente não são claros. Uma explicação é o papel potencial do microbioma oral e intestinal no desenvolvimento da doença. “O fígado contribui para a eliminação de bactérias do corpo humano”, afirmou Jordão. “Quando o fígado é afetado por doenças, como hepatite, cirrose ou câncer, sua função diminui e as bactérias sobrevivem por mais tempo e, portanto, têm o potencial de causar mais danos. Uma bactéria, Fusobacterium nucleatum, tem origem na cavidade oral, mas seu papel no câncer de fígado não é claro. Mais estudos investigando o microbioma e o câncer de fígado são, portanto, garantidos”.

Outra teoria para explicar o maior risco de câncer devido à saúde bucal deficiente sugere que participantes com um número elevado de dentes perdidos podem alterar sua dieta e consumir alimentos mais macios e potencialmente menos nutritivos, o que, por sua vez, influencia o risco de câncer de fígado.

O estudo, intitulado "A associação entre saúde bucal ruim auto relatada e risco de câncer gastrointestinal no UK Biobank: Um grande estudo de coorte prospectivo ", foi publicado online no United European Gastroenterology Journal em 08 de junho de 2019, à frente de inclusão em uma edição.

advertisement
advertisement